Cirrose: conheça as causas, sintomas e tratamentos

A Cirrose consiste na formação de cicatrizes no fígado do paciente. Existem diferentes motivos que podem provocar o aparecimento dessas cicatrizes. Mas de modo geral, eles estão ligados aos hábitos da pessoa ou alguma das doenças que atacam o fígado.

No texto de hoje falaremos sobre as principais características da cirrose, destacando seu tratamento e quais os principais riscos que a doença apresenta para a saúde do paciente. Acompanhe!

Principais causas da Cirrose

Entre os fatores mais comuns que podem provocar a cirrose estão:

  • Hepatite B e C: Os dois tipos de hepatite causam inflamações no fígado, e estão entre as principais causas da cirrose. A pessoa que é portador, ou já foi, de hepatite B ou C, precisa ficar atenta aos sintomas e fazer um acompanhamento com um médico;
  • Consumo muito grande de álcool: Outra das causas mais comuns da cirrose está associada com o consumo de bebidas alcoólicas em grande quantidade. Essas bebidas são processadas no fígado, e o consumo delas em excesso, aumenta consideravelmente a chance de desenvolver essa doença;
  • Esteatose hepática, ou gordura no fígado: A presença de gordura pode levar a inflamação e, em longo prazo, isso leva à cirrose. Por isso é necessário o acompanhamento com especialista.

Sintomas da Cirrose

Como outras doenças do fígado, a cirrose não demonstra muitos sintomas nos estágios iniciais da doença e por isso as pessoas que se encontram no grupo de risco precisam de atenção extra.

Os principais sintomas são:

  • icterícia – O amarelamento da pele e também da parte branca dos olhos está associado com diversos problemas do fígado e também pode caracterizar a cirrose.
  • dores no corpo e abdome – Dores em todo o corpo, especialmente na região do abdome podem estar associadas com a cirrose.
  • cansaço e inchaço – O paciente também pode apresentar esses dois sintomas durante os estágios mais avançados da doença. O inchaço acontece principalmente na região do abdome e é um sinal de que um médico especializado deve ser procurado imediatamente.

Riscos para quem possui cirrose

Um terço dos pacientes que possuem cirrose irão desenvolver câncer no fígado, entrando para o grupo de risco dessa doença.

Além disso, as complicações da cirrose causam grande desconforto e até mesmo risco de morte para os pacientes, portanto o ideal é tratar da forma mais rápida possível e com um profissional especializado nesse tipo de doença.

Tratamento

Não existe tratamento que cure a cirrose, portanto o paciente que for diagnosticado deverá ser constantemente acompanhado, para evitar eventuais complicações ou fazer diagnóstico o mais precoce possível.

O único tratamento que cura a cirrose é o transplante de fígado. Para se avaliar a necessidade de transplante é imprescindível que o paciente seja avaliado por médico habituado a avaliar esse tipo de paciente.

Como em outras doenças envolvendo o fígado, a cirrose costuma apresentar poucos sintomas em estágios iniciais. Então, os pacientes do grupo de risco devem tomar muito cuidado e fazer um acompanhamento médico periódico para evitar qualquer problema.

Marque hoje mesmo sua consulta clicando aqui.

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa Newsletter

Sobre nós

Somos um casal de cirurgiões que trabalha junto há mais de 10 anos, com 800+ procedimentos de alta complexidade realizados.

SER - Clínica Oncológica

Telefone: (91) 3249-8012Endereço: Passagem Euclides da Cunha, 50, Batista Campos, Belém, PAVer no mapa

Santa Casa de Misericórdia do Pará

Atendimentos pelo SUS através de encaminhamento da rede de saúdeEndereço: Av. Generalíssimo Deodoro, 1, Umarizal, Belém, PAVer no mapa