O que são as pedras na vesícula?

Os cálculos da vesícula são caracterizados por pequenas pedras que se formam dentro da vesícula biliar do paciente. Dependendo do local exato que as pedras ficam alojadas, elas podem atrapalhar o fluxo da bile causando fortes dores e problemas sérios na digestão de alimentos. Nesse texto iremos destacar quais os principais sintomas da doença, quais os fatores de maior risco para o paciente e quais os principais tipos de tratamento.

Sintomas

Os sintomas podem variar entre cada um dos pacientes, com casos sem nenhum sintoma aparente, até mesmo casos onde a pessoa vai ter fortes dores no lado direito do abdome. Essas dores costumam aparecer associadas aos momentos de refeição, sendo um dos sintomas mais fáceis de se identificar da pedra na vesícula.

Em alguns casos o paciente pode apresentar outros sintomas como enjôo, dores pelo corpo e até mesmo vômitos.

Nos casos em que o paciente apresenta dor intensa, ou dor com febre, é recomendado que procure um hospital o mais rápido possível. Outros pacientes que compõem o grupo de risco, devem fazer um acompanhamento junto a um médico especialista, evitando qualquer complicação futura.

Fatores de risco para pedra na vesícula

Existem diferentes fatores que podem contribuir com o aparecimento das pedras na vesícula, entre eles os principais destaques são:

  • Obesidade – Pessoas que estão com o peso muito elevado podem apresentar essa doença com maior facilidade;
  • Níveis elevados de colesterol – Níveis elevados, principalmente do colesterol ruim (LDL) podem contribuir para a formação de pedras na vesícula;
  • Consumo de gordura – Dietas ricas em alimentos gordurosos, podem elevar as chances da formação de pedras na vesícula;
  • Diabetes – Pacientes que possuem diabetes também estão no grupo de risco para o aparecimento de pedras na vesícula;
  • Emagrecimento rápido – quem perde peso muito rápido, como após cirurgia bariátrica, tem um risco bastante alto de formação de pedras na vesícula;

Além desses fatores, pessoas que fumam e que não praticam nenhum tipo de atividade física também fazem parte do grupo de risco da doença.

Tratamento para pedra na vesícula

Não existe tratamento que consiga dissolver as pedras. A cirurgia feita por laparoscopia, onde através de um procedimento relativamente simples o cirurgião faz a remoção total das mesmas, é a principal modalidade de tratamento. Alguns casos assintomáticos pode ser apenas acompanhados, sem cirurgia.

A maioria das pessoas com pedras na vesícula irá necessitar de cirurgia.

É importante que o médico e paciente conversem sobre as opções disponíveis para cada um caso e decidam qual é o tratamento mais apropriado.

Como evitar a doença

Você pode perceber que grande parte dos fatores de risco para a pedra na vesícula estão relacionados com os hábitos do paciente, portanto é necessário contar com uma dieta saudável, além de cuidar para manutenção do peso ideal.  Atividades físicas leves e uma alimentação balanceada vão diminuir consideravelmente o seu risco de apresentar essa doença.

Quer conhecer mais sobre pedra na vesícula? Então marque agora mesmo sua consulta clicando aqui.

Deixe um comentário

Inscreva-se na nossa Newsletter

Sobre nós

Somos um casal de cirurgiões que trabalha junto há mais de 10 anos, com 800+ procedimentos de alta complexidade realizados.

SER - Clínica Oncológica

Telefone: (91) 3249-8012Endereço: Passagem Euclides da Cunha, 50, Batista Campos, Belém, PAVer no mapa

Santa Casa de Misericórdia do Pará

Atendimentos pelo SUS através de encaminhamento da rede de saúdeEndereço: Av. Generalíssimo Deodoro, 1, Umarizal, Belém, PAVer no mapa